Cenário suicida: 

  1. Dor psicológica intolerável (por falta das necessidades psicológicas elementares) 
  2. Perda da auto-estima (com incapacidade para aguentar a dor psicológica) 
  3. Constrição da mente (menos horizontes e menos tarefas) 
  4. Isolamento (sensação de vazios e de falta de amparo) 
  5. Desesperança (sensação de nada valer a pena) 
  6. Egressão (fuga como única solução para acabar com a dor intolerável) 
Perfil do suicida em Portugal 
 
Homem, a viver na Grande Lisboa, no Alentejo ou no Algarve, com mais de 50 anos, desempregado ou reformado, separado, divorciado ou viúvo, socialmente isolado, sem práticas religiosas, deprimido, por vezes com internamento psiquiátrico anterior, com múltiplos problemas afectivos, económicos ou de saúde física ou mental, incluindo alcoolismo e distúrbio da personalidade, com prévia ideação suicida ou mesmo tentativa de suicídio anterior acompanhada de avisos subtis ou explícitos, que põe termo à vida por enforcamento, arma de fogo, pesticidas, precipitação, afogamento ou trucidação.

A carregar...